Tuesday, March 11, 2008

CONTOS CELULARES - QUEM É ?

QUEM É ? - SÉRGIO VAZ


Onze horas da noite o celular toca, e pra variar não consigo identificar de que é o número do outro lado da linha. Interrompo o que eu estava escrevendo no computador e começa meu momento Kafkaniano da semana:
-Alô. Alguém diz.
-Alo? Digo eu.
-Alô. Diz novamente.
-Pois não, quem é?
-Tá lembrado não?
-Não. É fulano?
-Não.
-Então quem é?
-Lembra não?
-No momento...
-Nos trocamos umas idéias lá no centro uma mão.
-Onde?
-No show.
-Que show? Da Sé?
-Lembra não?
-Mano dá uma luz, porque eu não lembro...
-Óia só.
-óia só o quê?
-Óia só que deselegância.
-Mano, não se trata de deselegância,eu só não lembro, mas se você me falar seu nome, talvez fica mais fácil.
A minha paciência estava indo embora.
-É, talvez fica mais fácil.
Disse ironicamente.
-Quem é? Porra, tá de brincadeira, é fulano?
-Carái mano, nem se lembra mais dos irmão?
-Desculpa, mas não estou lembrando, mas diz aí você.
Ele faz um pouco de silêncio.
-ÓÓÓia.
-Óia o quê porra?
-Certo.
-Certo o quê caralho??
-Se altera não irmão, só liguei pra dá um salve.
-Firmeza, irmão o salve está dado.
-Na moral, mó decepção.
-Mano vou desligar, uma hora em que você descobrir quem você é, você me liga.
-Vou rasgar o livro que comprei na sua mão.
-Mano obrigado por comprar meu livro, mas livro não se rasga, Diz quem você é, e já é.
-Se alembra não?
-Não, é isso que eu estou tentando te dizer, eu não lembro. Gostaria de lembrar, mas eu não lembro. Infelizmente, pra mim, eu não lembro.
Falei babando.
-Sumemo, tá com a memória fraca.
-Mano, é o seguinte, liga uma outra hora.
-Tá bom, só liguei, porque quando a gente se trombou você pediu pra ligar.
-Legal, mas a gente já podia estar trocando umas idéias se você tivesse falado quem você é.
-Tô ligado como é que é.
-Como assim tá ligado como é que é?
-Essas fita.
-Quê fita?
-De não lembrar dos irmão.
-Vai começar de novo?
-Que nada, tá limpo, vou desligar.
-Tá bom.
-Falou Ferréz.
-??????????????

4 comments:

Arte na Periferia said...

Firmeza Ferréz!!! kkkkkkkk
Da hora o conto irmão lembra de mim?
firmeza já é... essas coisas acontecem mesmo né... isso que é engraçado... kkkkkk
to rachando o bico até agora...

bem legal esses contos sérgio, agora fudeu, já to esperando o próximo...

abraço...

ps. vou ler de novo... kkkkkkk

Red Foot said...

hahahaha
pô mano, num lembra dos irmão?

por falar nisso, lembra de mim?

salve...rsrs

Paulo de Poty said...

Blz Sérgio?
Ó, não nos conhecemos...esbarrei com teu trabalho por acaso aqui na web.
Gostei do texto: legítimo, mundano e humano.
Grande abraço.
Poty

Anonymous said...

Rs. A todo cê sabia que era o Ferréz!...

canto.