Saturday, March 08, 2008

Elizandra, Guerreira da Cooperifa

Povo lindo, povo inteligente,

Se já não bastasse toda magia da noite de quarta-feira no sarau da Cooperifa em homenagem às mulheres, ainda tivemos a visita surpresa da guerreira Elizandra, que recentemente sofreu um acidente e ficou ausente por algumas semanas.

Seja sempre bem-vinda guerreira.

abs.

Sérgio Vaz




Favela, Mulher! ELIZANDRA


Favela, mulher corajosa!
Nem criança, nem idosa
Nas mãos flores e lanças
No olhar constante esperança.

Favela, mulher maravilhosa!
Nem arrogante, nem orgulhosa
Muitas vezes parceira na dança
Outras solitária nas andanças.

Nas escadarias de tua geografia
Correndo feito menina
Seu sorriso espada que desafia.

No coração passou parafina
Abraça o caráter que não desfia
Já a face encharcou de purpurina.

2 comments:

Marisa said...

Para as guerreiras da Cooperifa um abraço carinhoso de outra guerreira do Galpão Cultural de Assis, no interior de SP.

Nelson Maca said...

Conheci Elizandra na Cooperifa em 2006... depois a reencontrei em 2007 nos dois lançamentos do Suburbano Convicto: Pelas Periferias do Brasil. Tenho o livro dela e a vi em vídeos sobre a cena literária da quebrada paulistana! Soube do acidente através do blog do Buzo... e por aí vai, Segio Vaiz... Enfim, tenho também meus motivos para ficar feliz ao vê-la na Atividade. Força aí, Elizandra, e vamos ampliando os contatos!

Nelson Maca - Blackitude.BA